Domingo 24 do Tempo Comum. Ano B.

Mc. 8, 27-35.

“Quem sou eu?” Só os seres humanos se colocam esta pergunta. As outras criaturas são simplesmente aquilo que são. Somos mais do que somos. Somos aquilo que sonhamos. Somos aquilo que podemos ser. Somos aquilo que já fomos. Somos aquilo que receamos e esperamos. É muito difícil definir as nossas fronteiras.

Jesus descobriu a sua identidade mais profunda. Ele nos quer comunicar que somos muito mais do que a nossa aparência exterior.  A nossa origem encontra-se no mais profundo do ser. Lá somos um só com tudo e todos. Isso nunca podemos perder.

Cumprimentos para todos. Padre João.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: